Informação - Passagem à situação de alerta

No âmbito da pandemia da doença COVID-19, com efeito a partir das 00h00 de 1 de julho até às 23h59 de 14 de julho de 2020.

Relativamente ao concelho e Sátão, o ponto de situação epidemiológica de COVID-19, e não colidindo com a Comissão Nacional de Proteção de Dados, são conhecidos 10 casos de COVID-19, sendo que, 8 encontram-se recuperados. Relativamente aos mais recentes casos (2 conhecidos) positivos, através da articulação permanente com as Autoridades de Saúde, a cadeia de transmissão está bem identificada, encontrando-se estáveis e devidamente acompanhados.

A Proteção Civil Municipal recorda que, com a passagem à situação de alerta, a população deverá seguir as medidas:

- Confinamento obrigatório para doentes e pessoas em vigilância ativa;

- Manter as regras sobre distanciamento físico, uso de máscaras, lotação, horários e higienização;

- Ajuntamentos limitados a 20 pessoas;

- Proibição de consumo de álcool na via pública;

- Contraordenações**:

- 100 a 500€ (pessoas singulares);

- 1.000 a 5.000€ (pessoas coletivas)

Apela-se à serenidade, à melhor compreensão face aos constrangimentos causados e à responsabilidade de cada um no cumprimento rigoroso de todas as medias de autoproteção que reduzam ao máximo o risco de contágio da doença.

 

*Declara a situação de calamidade, contingência e alerta, no âmbito da pandemia da doença COVID-19:

https://dre.pt/…/pesqu…/-/search/136788888/details/maximized

 

**Estabelece o regime contraordenacional, no âmbito da situação de calamidade, contingência e alerta

https://dre.pt/…/pesqu…/-/search/136788887/details/maximized